ESTRANHA BAHIA: LANÇAMENTO

capa completa estranha bahia

Estranha Bahia é uma antologia inspirada nas revistas pulp de terror, fantasia e ficção científica norte-americanas, que tiveram sua maior produção entre o final do século 19 e a década de 1950. A chamada pulp fiction tinha esse nome por causa do papel barato com o qual suas páginas eram produzidas. Estas revistas custavam centavos de dólar e eram conhecidas por suas histórias de apelo bem popular. Apesar da qualidade duvidosa de muitos contos publicados, a pulp fiction foi responsável por revelar grandes autores da fantasia, da ficção científica e do policial, praticamente fundando as versões modernas de tais gêneros.

Nossa proposta foi editar, de forma pioneira, uma antologia de contos de terror, fantasia e ficção científica com ambientação na Bahia.

O projeto conta com sete autores, dentro e fora do Estado. São histórias de maior fôlego, algumas sendo noveletas. As abordagens são bastante variadas. Misturam suspense, drama, policial, comédia, aventura e romance.

O objetivo da antologia é mostrar, por meio da ficção, uma Bahia além dos clichês e estereótipos, mas sem esquecer nossa cultura, o jeito de ser baiano.

OS CONTOS:

CANUDOS XXI, DE ISABELLE NEVES: Na Canudos de 1997, cem anos depois do fim da famosa guerra, um menino tem de enfrentar a Morte para proteger as pessoas de sua comunidade.

EM BUSCA DA DISGRAÇA DA PEDRA AZUL, DE CRISTIANE SCHWINDEN: Conto de fantasia épica, uma divertida versão da jornada do Escolhido.

ENTERRADOS A RESPIRAR, DE ALEXANDRE CTHULHU: Um turista português chega à Bahia para executar um assustador plano de vingança.

JOEL DAS ALMAS, DE EVELYN POSTALI: Durante a folia de carnaval, um exorcista recorda fatos extraordinários do seu passado e se depara com um poderoso inimigo no presente.

O PROFETA DO 666, DE TARCÍSIO JOSÉ DA SILVA: Um homem tem de lidar com o horror e o erotismo no quarto de uma velha pensão.

RAÇAS, DE RICARDO SANTOS: Numa Salvador do futuro, onde humanos e uma raça alienígena convivem abertamente, um policial humano investiga o assassinato de um criminoso alien.

QUIBUNGO, DE ROCHETT TAVARES: Na Bahia do séc. XVII, um escravo fugido se alia a um misterioso guerreiro maia. Eles são perseguidos por um implacável capitão-do-mato e seu bando, enquanto buscam artefatos místicos que estariam na entrada para o reino dos mortos, a partir de um mapa tatuado na carne do maia.

Organização Alec Silva, Ricardo Santos e Rochett Tavares, 202 págs., 16cm x 23cm, orelha 07cm, EX! Editora.

Lançamento do e-book na Amazon (segunda quinzena de março de 2016)

Lançamento da edição impressa (segunda quinzena de abril de 2016)

Contatos:

EX! Editora

Página no Facebook

Blog

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s